Projeto Uns e Outros | Tolstoi + Tezza

Oi pessoal!

Chegamos ao último par de contos do projeto! Estou tão feliz por concluir o primeiro projeto do ano, mas vou deixar os comentários finais para depois dos contos, estão prontos?

Pela ordem do meu sorteio o último par realmente eram os últimos do livro, o conto original se chama Depois do Baile e foi escrito por Tolstói, um homem conta a história de quando conheceu o amor de sua vida a um grupo de amigos. A forma narrativa do texto é bem característica dos russos, a história começa no meio de uma situação que já está em andamento e no fim a vida continua. Não é aquela coisa de história que tem início, meio e fim é como se os personagens tivessem vida independente da continuidade do texto.

Para mim, a história contada pelo protagonista nem foi tão impactante, mas essa forma de contar dando a entender que a vida continua antes e além das páginas me encanta porque é preciso um domínio especial da técnica narrativa para conseguir fazê-la com maestria. O protagonista não tem nome, se apaixona pela filha de um militar e o pai tem um papel importante no desfecho da história após o baile.

A releitura O heroi da sombra foi escrita por Cristóvão Tezza e nela conhecemos uma história diferente, que se passa nos dias de hoje e o baile do período czarista é substituída pela venda de um carro. Beatriz está na garagem do seu prédio sem conseguir ligar o carro quando sua vizinha lhe dá o contato do vendedor que sempre cuida dos seus carros. Marcos aparece para resolver a situação de Beatriz e depois de um tempo os dois acabam combinando de sair no dia seguinte, até que ela conhece o pai do rapaz e ele também tem papel fundamental no desfecho da história.

Tezza consegue criar uma história interessante, é notável que ele tentou reproduzir o modelo russo de contar apenas uma faceta da vida das pessoas como se a não houvesse um início nem fim para a história, mas apesar de bem escrita parece que ficou faltando a alma russa para dar mais brilho a técnica, sabe? Há vertentes literárias que estudam a interferência da língua na forma como a técnica narrativa é empregada e acho que isso ficou bem claro nesse conto. Tezza é extremamente talentoso não há dúvidas, mas o modelo russo não ficou espetacular em seu texto. Achei que a história dele foi mais envolvente que a de Tolstoi, mas no emprego da técnica o russo foi mais preciso.

Nota: 8,4.

**

E esse foi o último conto, no saldo geral o livro Uns e Outros é mediano, acho que não tem nenhum conto ruim, mas tem muitos medianos. Em alguns casos as releituras superam os originais ou chegam muito perto disso. Também há alguns casos em que nem o original é tão bom e eu fiquei me perguntando se um nome tão importante da literatura não tinha um conto mais relevante. Sei que isso envolve muito a questão dos gostos pessoais, mas o meu gosto é pouco técnico e eu não consegui amar tanto quanto eu pensei que amaria.

Achei que a proposta foi melhor que o resultado em si, mas tive boas surpresas ao longo da leitura. Sem contar que tive a oportunidade de conhecer a escrita de muitos escritores que dificilmente estarão juntos no mesmo livro novamente. Essa dose homeopática me fez querer conhecer mais de vários deles, inclusive essa semana já começo um livro do Milton Hatoum, aguardem as próximas críticas!

Não posso deixar de agradecer a Thamiris, a Jéssica e a Jeniffer que toparam entrar nessa loucurinha comigo e nas horas de desânimo todo mundo se dava força porque alguém tinha lido um conto bom que as outras ainda não tinham lido. Sem vocês, essa estrada teria sido muito mais complicada! Obrigada pelo companheirismo!

Sobre a nota, ela vai ser a média das notas de todos os contos, como sempre costumamos fazer:

Nota Final: 8,6 – Muito Bom

Obrigada por nos acompanhar até o fim do projeto, se quiser rever as críticas de cada conto basta acessar Projeto Uns e Outros e você encontrará todas ali juntinhas.

Até a próxima!

Ana Paula

Você irá gostar de ler também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *