Ponto Paralelo | Abertura

Oi pessoal!

A Feira do Livro começou e a programação está a todo vapor. Se você não quer perder nada fique de olho nos Stories do Ponto no Instagram (Se ainda não segue é @pontoparaler, corre!) porque estamos divulgando a programação de cada dia. Imaginamos como é difícil manter uma feira dessa magnitude por tantos anos e, principalmente, como é desafiador montar uma programação tão extensa que consiga abranger os mais diversos nichos literários.

Pensando justamente nisso resolvemos criar uma coluna nova aqui no blog, o Ponto Paralelo. Desde 2014 fazemos a cobertura dos grandes eventos literários e com a quantidade de escritores e temas que conhecemos ao longo dos anos sabemos que criar uma programação que consiga abarcar todos os assuntos e todos os escritores é uma utopia.

Por isso, de amanhã até sexta vocês verão aqui no blog entrevistas com autores e autoras que não fazem parte da programação da Feira, mas tem muito a contribuir para o debate literário da nossa cidade. Teremos uma conversa paralela com cinco nomes representantes da prosa e da poesia que vão tratar sobre uma variedade de temas literários que precisam ser discutidos. Vamos aproveitar que vários leitores estarão com os olhos e ouvidos atentos a literatura por causa da Feira e transformar isso em uma oportunidade para fazer o que a gente mais gosta, que é dar voz ao maior número de escritores possível.

Como nosso tempo é curto, faremos entrevistas com cinco escritores ao longo da semana:

  • Manu Montenegro
  • Pedro Ivo
  • Rogério Bernardes
  • Sinélia Peixoto
  • Tatiana Nascimento

Escolhemos todos com muito carinho e ficamos lisonjeados por todos terem aceitado essa loucurinha de última hora. Já deixamos nosso agradecimento a cada um pela confiança no blog e por terem topado de pronto participar desse projeto conosco.

Antes de finalizar não posso deixar de esclarecer que essa coluna é uma tentativa de agregar conteúdo a programação da Feira e não uma forma de confronto ou divisão. Até porque nem acreditamos nesse tipo de atuação, sabemos como é difícil produzir eventos literários no nosso país e como a crise tem afetado a todos no mercado. O Ponto Paralelo é apenas uma tentativa de descruzar os braços e ampliar as possibilidades de debates que já são dadas pela programação dos grandes eventos literários da nossa cidade.

Por 10 dias teremos mais olhos voltados a literatura que o normal e já que não existe a possibilidade de colocar todos os escritores do DF dentro das programações, vamos trabalhar para ajudar a divulgar aqueles que estiverem fora da vitrine, como uma forma de tentar dar visibilidade a nomes diferentes. Afinal, o que a gente mais gosta é conhecer escritores e escritoras novos e apesar de sermos um blog pequeno, a única coisa que podemos fazer por eles é divulga-los para que pelo menos os nossos leitores os conheçam um pouco mais. Nossa intenção é colaborar e coexistir de mãos dadas sem desmerecer em momento algum o trabalho e empenho dos organizadores da Feira, que se preocupam sempre em trazer a experiência mais redonda possível para os leitores da cidade.

Assim como na programação da Feira, não conseguiremos dar voz ao universo de escritores e escritoras que temos na cidade e nem temos essa pretensão, mas traremos mais cinco nomes para o seu radar literário e quem sabe pelo menos um deles não entra para a sua lista de leituras? Estamos ansiosos para que vocês conheçam as bandeiras que cada um deles levanta ao produzir sua literatura.

Esperamos que gostem da semana de entrevistas do nosso Ponto Paralelo!

Equipe Ponto para Ler.

Você irá gostar de ler também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *