Ponto de Referência | Nikos Kazantzákis [BEDA #10]

Olá, meu bom leitor.

Hoje no nosso Ponto de Referência eu quero falar sobre um autor grego que eu conheci graças a TAG, que me enviou o livro “Vida e proezas  de Aléxis Zorbás”. Estou falando sobre Nikos Kazantzákis, nove vezes indicado ao Nobel de Literatura.

Seus romances são considerados imortais por tratarem de assuntos como o amor, a solidão, o pecado, a violência e a hipocrisia. Para você ter uma noção, o livro do Zorbás que eu esto lendo, que foi publicado na década de 30, o autor já fala que a mulher deve ser vista de igual em relação ao homem. Imagina como não foi esse tiro na época do lançamento.

Ele se formou em jornalismo na Grécia e em filosofia na França. Agora imagina a habilidade que esse cara não tem para escrever e a profundidade de seus pensamentos. Para fechar o nosso post, vou deixar aqui não um trecho da sua obra, mas sim sua frase que é considerada sua identidade maior em forma de pensamento.

Se acreditarmos apaixonadamente em algo que ainda não existe, nós os criamos. O não-existente é aquilo que não desejamos suficientemente.
– Nikos Kazantzákis

Tenha um ótimo ponto para ler!

Você irá gostar de ler também:

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *