Múltiplo Leminski

Estava dando uma olhada nas novidades e acabei descobrindo uma exposição que parece ser bem legal sobre o poeta Paulo Leminski. Confesso que meu forte não é poesia e talvez por isso ainda não tenha me sentido inclinada a ler algo escrito por ele, mas exposições me interessam muito e a Múltiplo Leminski chega sábado (07/03) em São Paulo, na Caixa Cultural, e ficará em cartaz até 03 de maio.

Leminski

Leminski morreu em 1989, mas suas obras são revisitadas até hoje. Um exemplo disso é a música dor elegante, que a Zélia Duncan gravou e na verdade ela é a musicalização do poema homônimo de Leminski e eu nem imaginava. Se você não conhece dá o play aqui embaixo e se conhece ouve de novo porque é muito bonita!

Dei uma olhada nos poemas dele e achei um bem interessante na revista Bula, que foi escolhido como um dos melhores que ele escreveu:

Aviso aos náufragos

Esta página, por exemplo,
não nasceu para ser lida.
Nasceu para ser pálida,
um mero plágio da Ilíada,
alguma coisa que cala,
folha que volta pro galho,
muito depois de caída.

Nasceu para ser praia,
quem sabe Andrômeda, Antártida
Himalaia, sílaba sentida,
nasceu para ser última
a que não nasceu ainda.

Palavras trazidas de longe
pelas águas do Nilo,
um dia, esta pagina, papiro,
vai ter que ser traduzida,
para o símbolo, para o sânscrito,
para todos os dialetos da Índia,
vai ter que dizer bom-dia
ao que só se diz ao pé do ouvido,
vai ter que ser a brusca pedra
onde alguém deixou cair o vidro.
Não e assim que é a vida?

Caso você queira conhecer os outros 14 poemas escolhidos pela revista é só clicar AQUI. Já dá para perceber que o autor tem muito a nos oferecer, muito a contribuir para nosso enriquecimento cultural. No site da tem algumas fotos que podem ser vistas na exposição e confesso que já adorei e quero MUITO que ela venha para Brasília

Leminski 2

Leminski 3

A exposição foi iniciada em 2012, na terra natal do poeta, Curitiba, e passou por mais quatro cidades (Foz do Iguaçu, Recife, Salvador e Goiânia) antes de chegar a São Paulo. Já estou de dedos cruzados para que ela chegue a Brasília, mas não posso ter esperanças antes de maio. Só me restar conhecer mais de Leminski até que isso aconteça (ou não).

Se você não quer esperar a sorte pode conhecer mais detalhes sobre a exposição no site Múltiplo Leminski clicando AQUI. Olha só que legal esse trecho da explicação que os organizadores do evento deram sobre o que é a exposição:

Múltiplo Leminski é uma exposição completa que busca elucidar e ampliar o conhecimento do público sobre a vida e obra de Paulo Leminski. “Ícone da poesia, ele trafegava por várias artes e profissões e, em tudo o que fazia, explodia em talento e criatividade”, informa Aurea Leminski, filha do artista e coordenadora geral da exposição. Além de Aurea, a mãe dela, Alice Ruiz, e a irmã, Estrela Ruiz Leminski, são responsáveis pela curadoria coletiva da mostra. A ambientação e cenografia são assinadas pelo experiente designer Miguel Paladino.

Também está ansioso por mais Leminski?

Ana.

Ps.: Também me aventuro escrevendo em um blog chamado Observatório de Política, como o próprio nome já diz o tema principal é política e se você quiser conhecer um outro lado meu basta passar por lá e ler os pitacos que dou. O link está AQUI e na página de parceiros.

Você irá gostar de ler também:

3 Comentários

  1. Eu gosto de poesias….até me arrisco a escrever algumas.
    Acho que o livro Múltiplo Leminski é uma biografia mas também passa dicas de como escrever uma poesia.
    Gostei da matéria e quero ler este livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *