Literatura por Mulheres | Retrospectiva

Oi pessoal!

Amanhã é o grande dia! Depois de meses de preparo e organização, finalmente chegou a hora do evento acontecer, quem vê assim nem imagina o quanto já caminhamos até chegar nesse terceiro ano de Literatura por Mulheres, mas esse post vai servir para isso, relembrar um pouco das histórias que já cruzaram com as nossas ao longo desses anos. Estão prontos para conhecer um pouco desse evento?

O início

Tudo começou no final de 2015, quando eu e o Paulo aqui do Ponto, a Jéssica do Leitora Sempre e o Luciano e a Helkem do Academia Literária fizemos um balanço dos eventos que havíamos realizado naquele ano e começamos a pensar que devíamos fazer eventos diferentes para o próximo ano.

Foi nessa reunião que surgiu a ideia de fazermos um evento temático que valorizasse a participação da mulher na literatura. Ali no final do ano mesmo deixamos determinado que o evento aconteceria o mais próximo possível do Dia Internacional da Mulher e que gostaríamos que ele fosse anual.

Já em 2016 fizemos uma nova reunião para começar a organizar melhor a ideia e foi aí que definimos que, para haver maior transparência, a organização não indicaria os nomes que participariam do debate e sim, o próprio público, através de votação. Já tínhamos em mente que queríamos trabalhar com três participantes para que todas pudessem falar e expor suas ideias confortavelmente de acordo com a colocação dos temas pela moderadora.

Nossa certeza desde o início é que esse evento tinha que ter o palco inteiramente composto por mulheres que escrevem. Porque ninguém melhor do que elas para falar dos desafios que elas mesmas enfrentam no mercado editorial diariamente. E a nossa intenção é levantar o debate para que ele sirva de apoio para outras escritoras, para que os erros não continuem se repetindo e os acertos sejam replicados.

As edições

Depois de decidirmos o formato do evento (3 escritoras debatedoras + 1 escritora mediadora) partimos para a execução, afinal decidimos que os nomes que entrariam para a enquete seriam  definidos através de inscrição das interessadas. Então logo de cara, precisaríamos chegar a várias escritoras propondo o modelo do evento para que elas topassem se inscrever e depois mobilizar seu público para votar e levá-las a mesa.

Aqui eu já deixo que o objetivo da votação não é criar uma aura de competição entre as escritoras, todas elas tem mérito por exercerem seu trabalho, mas precisamos definir uma forma transparente de escolher, entre as inscritas, as três debatedoras do evento. E achamos que seria mais justo fazer com que o próprio público, que é mais do que bem vindo no dia do bate papo, escolhesse aquela que ele mais se identificou.

Esse formato também proporciona que o público tenha contato com os nomes de diversas autoras logo de cara, de repente, um leitor da fulana, se interessa por conhecer o trabalho da ciclana porque viu o nome dela na lista e assim os públicos vão se ampliando e se cruzando.

A primeira edição foi realizada em 2016 e contamos com a participação das escritoras:

  • Marina Oliveira (A parede branca do meu quarto)
  • Patrícia Baikal (Mariposa e Mulher com Brânquias)
  • Vivianne Fair (Série da Caçadora)

A primeira mediadora, foi a escritora Laís Rodrigues (LRDO), que escreveu o livro Primeiras Impressões. A conversa foi super tranquila e ficamos bem felizes com o saldo para o primeiro evento de debate literário que estávamos realizando, mas sempre fica aquela listinha de coisas para melhorar no próximo ano e foi com o pensamento de que não podíamos apenas repetir o que foi feito no ano anterior que chegamos a segunda edição, em 2017.

Nessa segunda edição conseguimos manter o número de inscritas da edição anterior e conseguimos um espaço mais amplo e com uma estrutura melhor para a organização e as participantes, o Sesc da 504 sul. As participantes do ano passado foram:

  • Teca Machado (I love New York e Je t’aime Paris)
  • Verônica Saiki (Boa Noite Maria e HQ Verdugo)
  • Wall Oliveira (As controvérsias do amor)

A mediadora foi a escritora Cinthia Kriemler, que foi finalista do Prêmio Oceanos, é uma excelente contista e ano passado se aventurou a escrever o seu primeiro romance: Todos os abismos convidam para um mergulho. Novamente o evento foi um sucesso e ficamos ainda mais felizes com o resultado desse segundo ano.

Agora chegou 2018 e estamos com as expectativas lá em cima, queremos que seja uma experiência ainda melhor para todas as participantes e que o público se sinta a vontade para participar do bate papo ao longo de toda a conversa. As escritoras selecionadas esse ano foram:

  • Cristiane Sobral (Não vou mais lavar os pratos)
  • Kassia Monteiro (A Soberana)
  • Lorena Nery (Amores em metamorfose)

A mediadora será a escritora Patrícia Baikal, que publicou recentemente o livro Mulher com Brânquias. O mais legal é que a Patrícia foi escolhida pelo público para participar da primeira edição, então ela já sabe o funcionamento do evento como debatedora e agora vai ter um olhar diferenciado como mediadora. A melhor parte é que é a segunda vez que teremos uma escritora de fora de Brasília, a primeira foi a Wall Oliveira que veio de Unaí e agora contamos com a presença da Lorena Nery, que virá de Teresina só para prestigiar e dar ainda mais corpo ao evento.

Nosso time já está formado e vai entrar em campo no Sesc Presidente Dutra, que fica no Setor Comercial Sul. O evento será amanhã e começará as 15h, teremos um momento destinado a autógrafos logo no final, então lembre-se de levar um dinheirinho para comprar os livros das escritoras e valorizar o trabalho que elas tiveram tanto carinho e dedicação para produzir.

Estamos extremamente felizes por ter conseguido manter o evento por três anos e esperamos que esse seja só o começo e que cada ano consigamos trazer novidades para o cenário editorial do DF.

Espero vocês lá!

Ana Paula

Você irá gostar de ler também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *