Finalistas – Man Booker International Prizer

Vocês lembram que eu fiz um post sobre o Man Booker International Prize? Nele eu falei um pouco sobre como funcionava o Prêmio e quais autores foram selecionados para concorrer. Falei também dos livros que já estavam disponíveis no Brasil e quais autores já possuíam outras obras já publicadas por aqui. Fiz também uma observação com relação a divisão geográfica, racial e de gênero dos escolhidos, mas hoje é dia de falar quais escritores passaram para a fase final. Os selecionados foram:

  1. Mathias Enard (França), com o livro Compass (Fitzcarraldo Editions), traduzido por Charlotte Mandell;
  2. David Grossman (Israel), com o livro A Horse Walks Into a Bar (Jonathan Cape), traduzido por Jessica Cohen – no Brasil o livro ganhou O inferno dos outros como título;
  3. Roy Jacobsen (Noruega), com o livro The Unseen (Maclehose), traduzido por Don Bartlett e Don Shaw;
  4. Dorthe Nors (Dinamarca), com o livro Mirror, Shoulder, Signal (Pushkin Press), traduzido por Misha Hoekstra;
  5. Amos Oz (Israel), com o livro Judas (Chatto & Windus), traduzido por Nicholas de Lange;
  6. Samanta Schweblin (Argentina), Fever Dream (Oneworld), traduzido por Megan McDowell.

Os nomes são super renomados, nem preciso dizer que estou super curiosa para ler algo do Amos Oz, mas perdemos o nosso autor negro e metade dos escritores da lista vem da Europa. Felizmente mantiveram duas mulheres na lista. Quem será que leva essa empreitada?

Feliz feriado para você!

Ana.

Você irá gostar de ler também:

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *